Dívidas dos universitários americanos torna-se tema na corrida à Casa Branca

Cerimónia de graduação nos EUA

Democratas propõem medidas para fazer face ao problema dos empréstimos contraídos por estudantes

Eric Swalwell tem 38 anos e uma dívida de quase 100 mil dólares (88,8 mil euros). Sem a dívida, costuma dizer, teria comprado com mais facilidade a casa em que vive hoje com sua família, na Califórnia.

Dez anos mais nova, Tess Evans tenta pagar 66 mil dólares (58 mil euros) e afirma que, sem as prestações e os juros, evitaria ter de manter dois empregos que não lhe rendem por ano nem metade do que precisa pagar ao governo americano.

Leia mais em: Diário de Notícias

Exclusivos