Defesa e segurança são prioridades na cooperação entre Moçambique e Rússia

Presidente moçambicano Filipe Nyusi está em visita oficial à Rússia até sexta-feira.

Moçambique quer reforçar a cooperação com a Rússia e a área de defesa e segurança é a prioridade, disse hoje a vice-ministra moçambicana dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Maria Lucas.

"O objetivo da visita [do Presidente moçambicano à Rússia] é reforçar as relações que já existiam - e são históricas - e também queremos ver a parte referente à cooperação em todos os setores, sobretudo na área de defesa e segurança", disse Maria Lucas, citada pela Televisão de Moçambique.

A vice-ministra moçambicana falava em Moscovo, no âmbito da visita de trabalho que o chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, realiza à Rússia, a convite do Presidente russo, Vladimir Putin, e que hoje começou.

Alem da cooperação na defesa e segurança, Maria Lucas destacou o interesse em dinamizar as relações comerciais entre os dois estados.

"Eles [os russos] estão a abrir-se para o mercado africano e eu tenho a certeza absoluta de que Moçambique é um potencial parceiro", acrescentou a vice-ministra, assinalando a importância do Fórum Empresarial Moçambique-Rússia, que decorre na quarta-feira.

A governante disse ainda que Moçambique está interessado igualmente em cooperar com a Rússia no setor do gás e petróleo, tendo em conta a experiência de Moscovo entre os maiores produtores mundiais.

A visita, que termina na sexta-feira, prevê também conversações oficiais entre Filipe Nyusi e Vladimir Putin, além de encontros com a comunidade moçambicana naquele país.

Relacionadas

Exclusivos