China, Rússia e Mongólia prometem fortalecer cooperação trilateral

Os presidentes da China, Rússia e Mongólia prometeram fortalecer a cooperação trilateral durante uma reunião nesta sexta-feira.

A reunião trilateral, a 5ª do tipo, entre o presidente chinês, Xi Jinping, o presidente russo, Vladimir Putin, e o presidente mongol, Khaltmaa Battulga, foi realizada no âmbito da 19ª cúpula da Organização de Cooperação de Shanghai (SCO, em inglês).

Os líderes de Estado revisaram os êxitos da cooperação trilateral e discutiram o plano abrangente para a próxima fase.

Desde a última reunião dos líderes de Estado na cidade portuária chinesa de Qingdao, no ano passado, os três lados têm mantido uma comunicação e cooperação estreitas, e a cooperação trilateral tem se desenvolvido gradualmente, segundo Xi.

Ao assinalar que este ano marca o 70º aniversário das relações diplomáticas China-Rússia e China-Mongólia, Xi disse que a China realizará celebrações entre os dois países.

Contra o panorama de crescente protecionismo e unilateralismo, os três países necessitam promover firmemente a cooperação regional e alcançar o desenvolvimento comum, segundo ele.

Eles devem se focar no alinhamento das estratégias de desenvolvimento dos três países, promover a cooperação abrangente em todas as áreas e enviar conjuntamente um sinal positivo de manutenção do multilateralismo e criação de uma economia mundial aberta, disse Xi.

Para a próxima etapa, os três lados devem aprofundar a confiança mútua política, aumentar o apoio mútuo, respeitar os interesses essenciais um do outro e fortalecer a coordenação e cooperação nos assuntos internacionais e regionais, enfatizou Xi.

O presidente chinês disse que os três países devem promover a implementação dos projetos cooperativos dentro da estrutura do Corredor Econômico China-Mongólia-Rússia, promover as medidas de facilitação alfandegária, atualizar os grandes portos e aprofundar a cooperação subnacional.

A cooperação e coordenação dentro do escopo da SCO deve ser expandida, disse Xi.

Putin disse que a Rússia está comprometida em aprofundar as relações com a China e a Mongólia com base no respeito mútuo, igualdade e benefícios mútuos, e está disposta a fortalecer a cooperação para promover a sinergia entre a União Econômica Eurasiática, a Iniciativa do Cinturão e Rota proposta pela China e o Programa de Rota das Estepes da Mongólia.

Ele também pediu que os três lados fortaleçam a interconectividade em transporte, expandam o comércio e intensifiquem a cooperação em energia e finanças.

Battulga disse que é política inabalável da Mongólia aprofundar a cooperação com a China e a Rússia, acrescentando que seu país quer impulsionar a cooperação trilateral e a construção do Corredor Econômico China-Mongólia-Rússia.

Ele pediu que os três lados estabeleçam arranjos institucionais a fim de acelerar a construção de uma rede de autoestradas transfronteiriças, facilitar o desalfandegamento, fortalecer a cooperação em energia, e discutir a construção de redes elétricas regionais.

Relacionadas

Exclusivos