Ao chegar ao Japão, Bolsonaro diz que não aceitará ser advertido no G20

'Não aceitaremos tratamento como no passado de alguns casos de chefes de estado que estiveram aqui', disse o presidente

Ao chegar ao Japão para participar da reunião do G20, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse que não aceitará advertências de outros países ao comentar declaração da chanceler alemã, Angela Merkel, sobre estar preocupada com o desmatamento no Brasil.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Relacionadas

Exclusivos