A situação "é muito grave" e "todas as opções estão em aberto"

Primeiro-ministro dramatiza questão da aprovação da contabilização do tempo de serviço dos professores. E conta que Marcelo tenha uma palavra a dizer.

O primeiro-ministro, António Costa, considera que a situação com a aprovação do diploma da contagem de tempo dos professores é "muito grave", soube o DN. "Todas as opções estão em aberto", afirmaram ao DN fontes próximas do primeiro-ministro.

António Costa vai dramatizar esta situação até ao limite e conta com o Presidente da República para vetar o diploma aprovado esta tarde.

Em causa está a aprovação da obrigatoriedade de contabilização do tempo de serviço integral dos professores no Parlamento, por uma coligação negativa que juntou a esquerda e a direta - só o PS votou contra.

Leia mais em Diário de Notícias

Relacionadas

Exclusivos