Ministério do Interior disponível para abordar exumação dos restos mortais de Jonas Savimbi

Jonas Savimbi em 1997

O Ministério do Interior garantiu estar à disposição para dar tratamento ao processo que poderá culminar com a exumação dos restos mortais de Jonas Savimbi, à luz das conversações que vinham sendo mantidas com o Executivo.

Segundo uma nota do ministério, no dia 11 de Dezembro de 2014, o Presidente da UNITA, Isaías Samakuva, escreveu ao então Presidente da República, Engenheiro José Eduardo dos Santos, informando que despoletara um processo de exumação e inumação dos restos mortais do Dr. Jonas Savimbi, e solicitava a indicação de um interlocutor do Governo para abordagem do assunto. Tendo sido indicado para o efeito, o Ministério do Interior remeteu uma nota à Direcção da UNITA (00671/GAB.DIR.MININT/ 15), solicitando a designação de uma entidade com a qual pudesse tratar o referido assunto.

A Direcção da UNITA por sua vez, indicou o seu vice-presidente, na altura, Engº Ernesto Joaquim Mulato, na qualidade de coordenador da Comissão daquele partido encarregue de preparar as exéquias do seu ex-presidente. O mesmo documento indica que em Maio de 2015, o ministro do Interior reuniu-se com o então vice-presidente da UNITA, Ernesto Joaquim Mulato, acompanhado pelos integrantes da comissão, incluindo o filho do líder fundador da maior força política da Oposição, Rafael Savimbi.

Leia mais em O País

Relacionadas