Interesses nacionais dificultam "voz comum" da UE face à ascensão da China

Interesses nacionais dificultam "voz comum" da UE face à ascensão da China

DR

Analistas apontam dificuldades na União Europeia (UE) em desenvolver uma política comum para a China, face aos diferentes interesses nacionais nas relações com Pequim, cuja política externa tem revelado inédita assertividade e crescentes ambições geoestratégicas.

"É quase impossível para a União Europeia (UE) ter uma política comum para a China", afirmou, em Pequim, o antigo secretário de Estado dos Assuntos Europeus Bruno Maçães português.

Leia mais em Diário de Notícias.

Relacionadas

Exclusivos