'Hasta la victoria, siempre'? A polêmica sobre o que quis dizer Che Guevara com sua frase mais famosa

A frase mais conhecida de Che Guevara aparece em canções, murais, discursos, poemas, faixas, edifícios, obras de arte, camisetas e até tatuagens

É uma das frases mais conhecidas da esquerda mundial e, talvez, até mais popular que o próprio Ernesto "Che" Guevara (1928-1967).

Por mais de meio século, ela apareceu em canções, murais, discursos, poemas, faixas, edifícios, obras de arte, camisetas e até tatuagens. Sua origem é amplamente conhecida: em 3 de outubro de 1965, Fidel Castro leu em público uma carta que Che lhe enviou pouco antes de deixar Havana, capital de Cuba.

A carta começa, de maneira nostálgica, lembrando a forma como ele conheceu Castro "na casa de Maria Antonia" e, em tom mais dramático, renunciando a todos os seus laços e posições no governo cubano. É um preâmbulo para então anunciar que estava partindo para outras "terras do mundo" que solicitavam "seus modestos esforços".

Leia mais em Folha de S. Paulo

Exclusivos