Guterres pede aos líderes para ouvirem as pessoas

António Guterres

António Guterres

  |  DR

O Secretário-Geral das Nações Unidas apelou hoje aos líderes mundiais "para darem ouvidos aos problemas reais das pessoas reais" e pediu aos manifestantes na rua um pouco por todo o mundo para seguirem exemplos de não violência.

António Guterres citou exemplos como os de Mahatma Ghandi, activista e pacifista indiano, e Martin Luther King Jr, líder do movimento de defesa dos direitos civis dos afro-americanos, e, adiantou a Associated Press (AP), que "a inquietação na vida das pessoas" desencadeou manifestações pelo mundo, desde o Médio Oriente à Europa, África, Ásia, América Latina e Caraíbas.

Reconhecendo que cada situação é única, Guterres declarou ser "claro que existe um défice crescente de confiança das pessoas no sistema político, assim como ameaças crescentes ao contrato social".

Leia mais em Jornal de Angola.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG