Guterres alerta: ONU pode ficar sem dinheiro até final do mês

António Guterres, secretário-geral da ONU

António Guterres, secretário-geral da ONU

  |  EPA

Os estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) só pagaram 70% das contribuições previstas e o défice atingiu quase 210 milhões de euros. Vão ser precisas "medidas adicionais" para garantir salários dos funcionários.

O Secretário-Geral da ONU, António Guterres, alertou os funcionários que pode não haver verbas para pagar os seus salários no final deste mês, devido ao défice financeiro da organização que já atingiu cerca de 210 milhões de euros.

Numa uma carta enviada aos 37.000 funcionários do secretariado da ONU, citada pela Agência France Press (AFP), Guterres afirmou que tinham que ser tomadas "medidas adicionais" não especificadas para garantir que salários e direitos fossem pagos.

Leia mais em Diário de Notícias

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG