Governo da Bolívia expulsa diplomatas do México e da Espanha

A presidente interna da Bolívia, Jeanine Áñez, fala com a imprensa no palácio presidencial em La Paz

A presidente interna da Bolívia, Jeanine Áñez, fala com a imprensa no palácio presidencial em La Paz

  |  David Mercado/Reuters

Embaixadora mexicana e encarregada de negócios e cônsul espanhóis devem deixar o país em 72 horas

A presidente interina da Bolívia Jeanine Áñez ordenou, nesta segunda (30), que a embaixadora do México, María Teresa Mercado, e outros funcionários do governo espanhol deixassem o país em 72 horas.

"O governo constitucional que presido decidiu-se a declarar 'persona non grata" a embaixadora do México na Bolívia, María Teresa Mercado, a encarregada de negócios da Espanha na Bolívia, Cristina Borreguero, o cônsul Álvaro Fernández, e a um grupo de supostos diplomatas encapuzados e armados", disse Áñez em uma declaração à imprensa.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG