Cobertura da cimeira Trump-Kim do Plataforma publicada em quatro continentes

José Carlos Matias, diretor do Plataforma e enviado especial a Hanói, numa intervenção na televisão brasileira

José Carlos Matias, diretor do Plataforma e enviado especial a Hanói, numa intervenção na televisão brasileira Rede Bandeirantes

Os parceiros de media do Plataforma em Portugal, Angola, Brasil e Macau publicaram a extensa cobertura, em texto, som, vídeo e em três línguas, do nosso enviado especial a Hanói. E também a SIC-Notícias, de Portugal, pediu a colaboração de José Carlos Matias

Todos os detalhes sobre a cimeira Donald Trump-Kim Jon-un em Hanói, no Vietname, foram contados no site Plataformaatravés do seu enviado especial, o diretor José Carlos Matias, que enviou reportagens para os seus parceiros de media em quatro continentes.

No Brasil, a Rede Bandeirantes; em Angola, O País; em Portugal a rádio TSF e os jornais Diário de Notícias e Jornal de Notícias e em Macau a Plataforma-Macau, TDM e Rádio Macau publicaram análises e apontamentos de reportagem em todos os formatos (texto, som e vídeo) e para suportes digitais, em papel e em transmissões diretas de rádio e TV. Muitas das peças jornalísticas foram traduzidas para inglês e chinês.

Fora da rede de parceiros, a cobertura que o Plataforma fez da cimeira , através de 25 artigos e peças de rádio e TV, foi também divulgada na estação de televisão portuguesa SIC Notícias, que não é parceira do projeto Plataforma, onde José Carlos Matias entrou em direto para fazer a análise do dia de conversações.

Matias foi ao fundo das ruas da cidade vietnamita para nos mostrar a forma como o país acolhedor da cimeira estava a receber o evento que reuniu o Presidente dos Estados Unidos e o líder da Coreia do Norte. Nos registos áudio, vídeo e escrito chegaram histórias como a da criança vietnamita com o penteado igual ao de Kim Jong-un ou de como os veteranos norte-americanos da guerra com o Vietname estão agora em paz.

Todos os momentos, desde a chegada de Trump e Kim Jong-Un a Hanói até ao jantar dos dois líderes, foram cobertos com foco nas consequências políticas do fracasso da cimeira, devido à falta de acordo sobre as sanções à Coreia do Norte que Washington não quis levantar. Um final abrupto e inesperado que foi analisado pelo enviado especial José Carlos Matias numa peça de síntese.

Também se discutiu no Plataforma, através de uma entrevista vídeo com o jornalista do Diário de Notícias Leonídio Paulo Ferreira, se esta cimeira poderia valer o Nobel da Paz a Trump e Kim Jong-Un.

O desacordo entre as duas partes traduziu-se numa cimeira da desilusão, como nos contou José Carlos Matias. A possibilidade real de um novo encontro para breve é a questão colocada por muitos analistas. Mas Kim Jong-un já desmentiu Trump e avisou que a "oportunidade pode não se repetir".

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG