Buenos Aires, uma cidade sitiada pelo G20

É em alerta máximo que os chefes de Estado e de governo dos países do G20 e outros dignitários convidados são recebidos no centro de convenções Costa Salguero, à beira do rio da Prata, numa área cortada do resto da cidade por uma autoestrada, uma linha férrea e um cordão policial.

Para garantir a segurança da 13.º reunião dos líderes das 19 maiores economias do mundo e a União Europeia, nesta sexta-feira e sábado, estão 22 mil polícias em serviço. Parte da capital argentina está interditada, estações de metro e um aeroporto estão fechados, e a restante oferta de transportes públicos afetada.

A Argentina recebe pela primeira vez na sua história um evento com tantos líderes mundiais, como o norte-americano Donald Trump, o russo Vladimir Putin, o chinês Xi Jinping, ou o indiano Narendra Modi.

Leia mais em: Diário de Notícias

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG