Bolsonaro reitera que poderá indicar filho para embaixada

Jair Bolsonaro disse que, como presidente, às vezes toma decisões que não agradam a todos

Jair Bolsonaro disse que, como presidente, às vezes toma decisões que não agradam a todos

  |  Adriano Machado/Reuters

Presidente participou de homenagem ao Exército nesta segunda-feira, 15, na Câmara dos Deputados.

O presidente Jair Bolsonaro aproveitou uma homenagem ao Exército nesta segunda-feira, 15, na Câmara dos Deputados, para reafirmar a possibilidade de indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos seus filho, à embaixada do Brasil em Washington nos Estados Unidos. O presidente também disse que o advogado-Geral da União, André Luiz de Almeida Mendonça , é um ministro "terrivelmente evangélico". Ambos estavam presentes ao evento.

Bolsonaro participou nesta manhã de uma sessão solene em homenagem ao aniversário do Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro (COpEsp). Ele disse que, como presidente, às vezes toma decisões que não agradam a todos. "Como a possibilidade de indicar para a embaixada dos EUA um filho meu. Se está sendo criticado, é sinal de que é a decisão adequada", afirmou.

Leia mais em Band

Relacionadas

Exclusivos