Arma invisível pode ter causado doença em diplomatas dos EUA em Cuba e na China

Consulado-Geral dos EUA em Guangzhou, na China

Consulado-Geral dos EUA em Guangzhou, na China

  |  New York Times/Folha de S.Paulo

Especialistas acreditam que armamentos de micro-ondas tenham acarretado lesões cerebrais.

Durante a Guerra Fria, Washington temia que Moscou estivesse tentando transformar a radiação de micro-ondas em armas de controle da mente.

Leia mais em Folha de S.Paulo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG