Aristides Gomes vai permanecer como primeiro-ministro da Guiné-Bissau

Aristides Gomes vai permanecer como primeiro-ministro da Guiné-Bissau

O Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, nomeou hoje Aristides Gomes novo primeiro-ministro do país, depois daquele ter sido indicado pelo PAIGC.

Aristides Gomes, sociólogo formado em França e do comité central do PAIGC, permanece no cargo que assumiu em abril de 2018, na sequência de negociações promovidas pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para encontrar um mecanismo que pusesse fim definitivo à crise política que afetava o país desde 2015.

O nome de Aristides Gomes foi indicado sexta-feira pelo PAIGC, depois de o Presidente guineense, José Mário Vaz, recusar nomear para o cargo o presidente do partido, Domingos Simões Pereira.

O PAIGC venceu as eleições legislativas de 10 de março na Guiné-Bissau, mas sem maioria, conseguido apenas obter 47 dos 102 deputados do parlamento.

O partido fez um acordo de incidência parlamentar e governativa com mais três partidos, conseguindo 54 deputados.

A CEDEAO deu um prazo até domingo para serem nomeados o primeiro-ministro e o Governo de acordo com o partido maioritário no parlamento.

O Presidente guineense cumpre cinco anos de mandato no domingo e marcou eleições presidenciais para 24 de novembro.

Relacionadas

Exclusivos