António Costa garante que foram os ministros a pedir para sair

FILE PHOTO: Portuguese Prime Minister Antonio Costa attends a news conference in Lisbon, Portugal September

FILE PHOTO: Portuguese Prime Minister Antonio Costa attends a news conference in Lisbon, Portugal September 28, 2018. REUTERS/Rafael Marchante/File Photo

  |  REUTERS

O primeiro-ministro assegura ainda que o OE2019 não está em causa coma saída dos ministros: "Os orçamentos não são dos ministros, são do Governo", declarou.

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou, esta segunda-feira, que a substituição dos ministros da Defesa (José Alberto Azeredo Lopes), da Saúde (Adalberto Campos Fernandes) e da Cultura (Luís Filipe Castro Mendes) aconteceu porque os próprios assim o pediram.

"Foram todos [substituídos] a pedido dos próprios", garantiu António Costa, no Palácio de Belém, à saída da cerimónia de posse dos novos ministros. João Gomes Cravinho assume a pasta da Defesa, Marta Temido fica responsável pela pasta da Saúde e Graça Fonseca assume as funções na pasta da Cultura.

Leia mais em TSF

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG