Monte do Pasto: uma aposta forte de Macau em Portugal

O grupo macaense CESL Ásia adquiriu por 40 milhões de euros o Monte do Pasto, uma herdade agro-pecuária com 3700 hectares, situada nos concelhos alentejanos de Cuba e Alvito. Uma estratégia da Plataforma de Macau do grupo

É um dos maiores investimentos de um grupo asiático em Portugal. O CESL Ásia, sedeado em Macau, investiu 40 milhões de euros na aquisição da Casa Agrícola Monte do Pasto, uma herdade agro-pecuária com capacidade global de 30 mil cabeças de gado por ano, num território de 3700 hectares situado nos concelhos de Cuba e Alvito (distrito de Beja), no Alentejo.

Como explicou hoje o presidente do conselho de Administração do grupo macaense, António Trindade, este investimento está inserido na estratégia da Plataforma Portugal-Macau do CESL Ásia e vai levar o Monte do Pasto "a aventurar-se em novas oportunidades de agricultura e pecuária sustentáveis e, certamente, contribuir para um maior e melhor desenvolvimento do Alentejo e da economia portuguesa".

O grupo macaense tem investido na Plataforma Portugal-Macau, através de uma rede de contactos e negócios com Portugal, China e os Países de Língua Portuguesa (PALOP). Desde 2010 que assegurou essa base sólida de negócios em Portugal através do investimento em energias renováveis e painéis solares no montante global de 15 milhões de euros. Segundo o plano económico-financeiro do CESL Ásia, até 2021 o volume de negócios deverá aumentar para cerca de 70 milhões de euros, com 550 funcionários, dos quais mais de 100 serão baseados em Portugal.

"É sem dúvida o início de uma nova era no investimento de empresas privadas de Macau em prósperas empresas portuguesas. Cabe, também, ao CESL Asia Group consolidar a estratégia de crescimento e o caminho para a excelência da nossa Plataforma de Macau para financiamento, gestão e operação de negócios na área da Grande Baía e nos Países de Língua Portuguesa", afirmou António Trindade, a propósito da aquisição do Monte do Pasto.

O CEO do grupo explicou como essa estratégia está inserida na lógica de "Uma Faixa, uma Rota": "Em Macau, com apoio local relevante, tentamos trazer exportações para Macau e para os mercados chineses, aproveitando as oportunidades prometidas no Plano da Grande Baía e na Plataforma de Macau para a cooperação económica e social com a China, Portugal e os Palop"

O Novo Banco, que apoiou financeiramente a Casa Agrícola Monte do Pasto quando esta estava com problemas, qualificou-o de business case, como disse o presidente do conselho de administração da instituição financeira, António Ramalho. "No passado, a empresa Monte do Pasto era um problema. Mas démos o apoio financeiro e de gestão num momento difícil o que a transformou numa companhia lucrativa. Agora temos um investidor, mercados abertos e diferentes soluções".

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Exclusivos