Macau tem a oferecer à Área da Grande Baía o relacionamento privilegiado com os países de língua portuguesa

Carlos Cid Alvares, presidente do BNU

Carlos Cid Alvares, presidente do BNU

  |  DR

A diversificação da economia de Macau centrada no relacionamento com os países de língua portuguesa é essencial para que o território encontre o seu espaço na Área da Grande Baía, disse o administrador executivo do Banco Nacional Ultramarino (BNU).

Carlos Cid Álvares adiantou que Macau deve funcionar, nesse âmbito, como facilitador dos negócios entre a China e os países de língua portuguesa, "algo que lhe permite manter a sua relevância que esta herança cultural lhe proporciona."

O administrador executivo do BNU, em declarações ao boletim de Fórum de Macau, recordou que o BNU tem vindo a cooperar activamente com a sucursal de Macau do Banco da China no sentido de estabelecer uma plataforma que permita explorar potenciais oportunidades de negócio.

Leia mais em MacauHub.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG