Zimbabué lança notas de dólar pela primeira vez numa década

São as primeiras notas de dólar lançadas pelo país desde 2009. Formaram-se enormes filas à porta dos bancos para levantar o dinheiro "fresco"

O dólar do Zimbabué fora suprimido em 2009 por causa da hiperinflação no país então governado pelo ditador Robert Mugabe. Na altura os preços duplicavam a cada dia. Agora, uma década depois, o Banco Central do país africano emitiu novas notas de dólar na esperança de que venha a aliviar a severa falta de dinheiro em consequência da crise económica profunda.

O Banco Central tentou também suavizar os receios de que esta emissão de dinheiro próprio venha a causar uma subida ainda maior da inflação. A inflação corrente é de cerca de 300% no país, refere a BBC, citando os últimos dados do Fundo Monetário Internacional.

Desde que suprimiu a sua própria moeda em 2009, o Zimbabué contou sobretudo com os dólares norte-americanos, com os rands sul-africanos, com outras moedas estrangeiras e ainda com uma moeda eletrónica chamada RTG dólar e com obrigações e títulos.

Os dólares americanos e outras moedas estrangeiras foram banidos em junho pelo Banco Central, alegando a necessidade de voltar à normalidade.

Segundo a peça da BBC, o governo do país não tem um bom currículo no que toca a gestão de dinheiro e muitos analistas continuam convencidos de que injetar uma grande quantidade de dinheiro em plena crise económica vai fazer disparar a inflação. Como está já é assustador: um pão custa agora sete vezes mais do que em janeiro.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG