Rússia financia Angola com 10 mil milhões de dólares

Rússia financia Angola com 10 mil milhões de dólares

Angop

Moscovo vai disponibilizar esse montante para vários projetos no setor energético mas também para construção de estradas e casas

O Presidente de Angola, João Lourenço, recebeu hoje em audiência uma delegação russa encabeçada pelo vice-presidente da Comissão Parlamentar para Relações Internacionais da Federação Russa, Chepa Alexey. A Rússia vai financiar projetos em Angola com 10 mil milhões de dólares norte-americanos.

Segundo adiantou Chepa Alexey à Angop, os projetos estão ligados ao setor energético, fundamentalmente, à construção de barragens hidroelétricas, produção de energia eólica e painéis solares. Mas o financiamento será extensível também a linhas de transporte de energia elétrica, construção de estradas, residências e outras infraestruturas.

O montante resulta de uma linha de crédito conjunta, Federação Russa, setor privado russo e investidores internacionais.

"Tudo isso vai ajudar a fortalecer a nossa amizade, que já existe há décadas", afirmou o dirigente russo, salientando que parte da sua delegação tem já agendados encontros bilaterais com representantes de congéneres angolanas.

Considerou ainda "bastante frutuoso" o encontro entre os Presidente de Angola, João Lourenço, e da Rússia, Vladmir Putin, em Sochi, por ocasião da Cimeira Rússia-África.

Angola e a Rússia têm relações privilegiadas desde 8 de outubro de 1976, data em que foi assinado, em Moscovo, na altura capital da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), o Tratado de Amizade e Cooperação.

Atualmente, a cooperação é mais significativa nos setores da energia, geologia e minas, ensino superior, formação de quadros, defesa e segurança, telecomunicações e tecnologias de informação, pescas, transportes, finanças e banca.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG