Reino Unido testou Brexit sem acordo. O que prepararam os outros países?

Bandeiras do Reino Unido e da União Europeia, com o Big Ben ao fundo, em Londres.

Bandeiras do Reino Unido e da União Europeia, com o Big Ben ao fundo, em Londres.

Cenário de Brexit sem acordo a 29 de março sobe na lista das probabilidades. Sobretudo se Câmara dos Comuns não votar ou não aprovar o acordo de saída negociado entre o Reino Unido e a UE. Bruxelas e Londres têm planos de contingência. E os restantes 27 também preparam os seus.

Muita água pode ainda correr, muita coisa pode acontecer ainda e os planos de contingência servirem apenas para uma espécie de efeito de dissuasão. Mas, pelo sim, pelo não, todos preferem estar preparados. O que é que os países, incluindo o próprio Reino Unido, e Portugal, estão a fazer para se preparar para o pior dos cenários?

A 81 dias do Brexit, o governo de Theresa May levou adiante um simulacro no qual 87 camiões percorreram 32 quilómetros entre um aeródromo e o porto de Dover, por onde passa 17% das mercadorias do Reino Unido. O objetivo era levar 150 camiões para testar a capacidade das estradas de Kent, mas o ensaio acabou por ser ridicularizado pela oposição. "Esta é uma farsa financiada pelos contribuintes", disse a deputada liberal-democrata Layla Moran. A ação foi também criticada pela associação do transporte rodoviário de mercadorias (RHA, na sigla em inglês). "O simulacro de hoje não pode replicar a realidade de 4000 camiões retidos no aeródromo de Manston no caso de Brexit sem acordo", disse o presidente da RHA, Richard Burnett.

Leia mais em: Diário de Notícias

Relacionadas

Exclusivos