O arsenal da China na guerra comercial com os EUA

Encontro de Donald Trump e Xi Jinping em Pequi, na China, em novembro de 2017.

Encontro de Donald Trump e Xi Jinping em Pequi, na China, em novembro de 2017.

  |  REUTERS/Damir Sagolj

A China respondeu na segunda-feira com uma nova série de tarifas sobre produtos importados dos Estados Unidos, em represália às medidas semelhantes adotadas pelo presidente americano Donald Trump.

A China importa quase quatro vezes menos produtos americanos que o contrário, por isso é difícil responder "olho por olho, dente por dente" às tarifas de Trump.

A partir de junho, Pequim vai aumentar as tarifas a 10%, 20% e 25%. Somada a anúncios anteriores, essa alta das tarifas cobre quase 110 bilhões de dólares de um total de 120 bilhões importados dos EUA.

Leia mais em ISTOÉ

Relacionadas

Exclusivos