O arsenal da China na guerra comercial com os EUA

Encontro de Donald Trump e Xi Jinping em Pequi, na China, em novembro de 2017.

Encontro de Donald Trump e Xi Jinping em Pequi, na China, em novembro de 2017.

  |  REUTERS/Damir Sagolj

A China respondeu na segunda-feira com uma nova série de tarifas sobre produtos importados dos Estados Unidos, em represália às medidas semelhantes adotadas pelo presidente americano Donald Trump.

A China importa quase quatro vezes menos produtos americanos que o contrário, por isso é difícil responder "olho por olho, dente por dente" às tarifas de Trump.

A partir de junho, Pequim vai aumentar as tarifas a 10%, 20% e 25%. Somada a anúncios anteriores, essa alta das tarifas cobre quase 110 bilhões de dólares de um total de 120 bilhões importados dos EUA.

Leia mais em ISTOÉ

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG