Pode faltar combustível em Portugal. O aviso é dos motoristas de matérias perigosas

Os motoristas de matérias perigosas iniciaram esta segunda-feira uma greve por tempo indeterminado. Reclamam uma revisão salarial e mudanças na profissão. Mas esta não é uma greve qualquer: o sindicato do setor já avisou que daqui a dias vai faltar combustível nos postos.

Segundo o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), a greve está a registar uma adesão de 100% e apenas estão a ser abastecidos os hospitais. A manter-se esta situação, "muito provavelmente dentro de dois a três dias" o combustível vai faltar nos postos de abastecimento.

Em declarações à TSF, Pedro Pardal Henriques, vice-presidente do Sindicato, explica as razões do protesto.

Leia mais em TSF

Relacionadas

Exclusivos