FMI prevê crescimento da economia brasileira entre 1,0% e 1,5% em 2019

Reais

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que o crescimento da economia do Brasil em 2019 se situe no intervalo entre 1,0% e 1,5%, mas indica que há riscos significativos de ser inferior.

O FMI recordou que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro caiu quase sete por cento durante a recessão de 2015-16, após o que cresceu apenas 1,1% em 2017 e 2018.

A continuação da fraqueza da economia, evidenciada por vários indicadores do primeiro trimestre do ano em curso, releva assim os riscos de a taxa de crescimento não se situar no intervalo mencionado.

Ao contrário, na opinião do FMI, o crescimento económico em 2020 seria favorecido com uma "robusta reforma do sistema de pensões e condições financeiras favoráveis", desde que "apoiado na recuperação do investimento privado.

Estas indicações do FMI resultaram da análise regular que o fundo faz às economias nacionais, através do envio de missões aos países.

Relacionadas

Exclusivos