Centeno vai pedir mais 2,15 mil milhões aos contribuintes para o Novo Banco

Novo empréstimo de 1149 milhões de euros já este ano, mais um de 600 milhões de euros em 2020 e outro de 400 milhões de euros em 2021.

Os contribuintes vão ser chamados para emprestar mais 2,15 mil milhões de euros ao Novo Banco (via Fundo de Resolução) de 2019 a 2023, indica o ministro das Finanças, Mário Centeno.

O novo Programa de Estabilidade até 2023 (PE 2019-2023) prevê um custo de 1149 milhões de euros já este ano em forma de empréstimo, depois haverá mais uma chamada de capital de 600 milhões de euros em 2020 e outra de 400 milhões de euros em 2021.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Relacionadas

Exclusivos