Brasil e Cabo Verde aplicam reformas a ambiente de negócios, mas não evitam descida em índice

Brasil e Cabo Verde aplicam reformas a ambiente de negócios, mas não evitam descida em índice

DR

Brasil e Cabo Verde foram dos países que mais reformas introduziram ao longo de 2018 para melhorar o respectivo ambiente de negócios, embora essa actuação tenha sido insuficiente para evitar uma descida no índice de referência do Banco Mundial.

No índice "Fazer Negócios em 2020", publicado no final de Outubro, o Brasil, maior economia do mundo de língua portuguesa, desceu 8 posições para o 124º lugar, depois de a sua anterior nota, que o colocava no 109º lugar, ter sido revista pelo Banco Mundial, à semelhança do efectuado relativamente a muitos outros países, para o 116º lugar.

O levantamento efectuado aprecia a evolução de dez indicadores para analisar o ambiente de negócios de 190 países, incluindo o custo para se abrir um negócio e a dificuldade para obter energia eléctrica ou para pagar impostos.

Leia mais em MacauHub.

Relacionadas

Exclusivos