Angola teve década perdida com a bonança do petróleo

Angola teve década perdida com a bonança do petróleo

DR

O ministro da Economia e Planeamento angolano considerou ontem "uma década perdida" o período entre 2007 e 2017, com "momentos considerados de bonança do petróleo", mas que não foram capazes de assegurar o nível e eficácia das receitas.

A posição foi expressa por Manuel Neto da Costa na apresentação do estudo "Aproveitar o Potencial da Juventude para Colher o Dividendo Demográfico em Angola", promovido pelo Ministério da Economia e Planeamento, com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP).

"É necessário assegurar de facto maior afectação dos recursos ao sector social, sobretudo educação e saúde, mas é preciso que garantamos também eficácia", disse o governante, na resposta a perguntas da plateia.

Leia mais em Jornal de Angola.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG