Xangai lança segunda zona piloto para IA da China

Xangai lança segunda zona piloto para IA da China

DR

Xangai começou oficialmente a construir uma zona piloto de inovação de nova geração e desenvolvimento de inteligência artificial (IA), a segunda na China depois de Pequim. O anúncio foi feito este fim de semana pelo Ministério da Indústria e Informatização e pelo Governo da cidade.

A nova zona piloto vai dedicar-se à inovação nas áreas de atendimento médico e saúde, transporte inteligente e comunidades inteligentes.

"Os resultados de aplicação da IA nos três campos trarão enormes mudanças para a vida da população e vai ajudar-nos a contribuir para o desenvolvimento nacional na área da Inteligência Artificial", disse o vice-diretor da Comissão de Ciência e Tecnologia de Xangai, Gan Pin.

Para desenvolver a zona piloto, a cidade comprometeu-se com algumas tarefas, nomeadamente, construir um ambiente para a inovação e a estabelecer normas legais, reguladoras e éticas para a IA, disse.

Xangai tem promovido o desenvolvimento nos últimos anos da indústria da IA, através da iniciativa 'AI@SH', atraindo líderes industriais como a Microsoft e a IBM.

A municipalidade quer tornar-se num centro de inteligência artificial global, expandindo a escala das suas insdústrias, contando para isso com planos de expansão que apontam para investimentos na ordem dos 100 mil milhões de yuans (14,5 mil milhões de dólares norte-americanos até 2020.

A zona piloto tem como objetivo tornar-se um líder nos domínios, teórico, tecnológico, aplicação prática, talento e governança da IA até 2023.

O outro projeto-piloto foi lançado em Pequim em fevereiro deste ano.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG