Xangai constrói primeira zona piloto para aplicação de inteligência artificial

Xangai constrói primeira zona piloto para aplicação de inteligência artificial

DR

A construção da primeira zona piloto chinesa dedicada à inovação e à aplicação da inteligência artificial (IA) arrancou esta semana em Xangai. Instalada na Nova Área de Pudong, a zona piloto tem três áreas de ação definidas: Estabelecer um núcleo industrial de IA, promover a aplicação desta tecnologia e construir um sistema de apoio à inovação no setor.

Segundo o Departamento de Economia e Informatização de Xangai, vai ser criado um lote de campos de teste dedicado à inovação de IA e à respetiva aplicação prática em áreas pioneiras, incluindo manufatura, atendimento médico, transporte e finanças.
A nova zona piloto vai desenvolver projetos nas áreas de infraestruturas, arquitetura padronizada e transações de propriedade intelectual da indústria de IA, para remover as barreiras em qualificação, dados e segurança, esclareceram as autoridades.
Xangai tem vindo a apostar na área da IA nos últimos anos, atraindo gigantes industriais como as norte-americanas Microsoft e IBM.
A cidade quer tornar-se num centro global de inteligência artificial, tendo planos de expansão e investimento no setor na ordem dos 14,5 mil milhões de dólares norte-americanos até 2020.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG