Microsoft coopera com China para fomentar startups

Microsoft coopera com China para fomentar startups

A Microsoft está a trabalhar com o governo chinês em 21 centros incubadores de empresas no país para ajudar as startups locais a desenvolver a inteligência artificial (IA). A informação foi veiculada pelo presidente da Microsoft Asia, citado pelo China Daily.

Os centros, formados em cooperação com as autoridades locais e parceiros de negócios, já ajudaram mais de 600 startups num montante que já atingiu os 15 mil milhões de yuans (2,24 mil milhões de dólares), informou Ralph Haupter, presidente da Microsoft Asia.

O executivo da companhia norte-americana vinca que o recurso à tecnologia IA irá ajudar a "duplicar a produtividade das empresas até 2021".

Centros como estes estão a surgir um pouco por toda a China, até mesmo nas regiões mais remotas e com níveis de riqueza mais baixos como a Região Autónoma da Mongólia Interior e a Província de Yunnan.

A Microsoft estabeleceu acordos com governos de vários níveis nos países asiáticos para fomentar a utilização da IA.

Segundo Haupter, a China conta com uma posição única devido à longa permanência da equipa de pesquisa e desenvolvimento da Microsoft, que também tem em solo chinês a sua maior unidade de pesquisa e desenvolvimento da companhia fora dos Estados Unidos.

"Dizem que a China possui o maior potencial de aproveitamento do poder da IA. A taxa de melhorias de inovação esperada na China em 2021 será de 2,6 vezes o nível atual", destacou Haupter, acrescentando que o aumento da taxa de produtividade de funcionários esperada em 2021 será de 2,3 vezes o nível vigente.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG