Os portugueses que estão a liderar a revolução da inteligência artificial

Manuela Veloso

Manuela Veloso

  |  Gonçalo Delgado-global Imagens

A inteligência artificial está a mudar o mundo. Na liderança desta revolução estão Fernando Pereira na Google, Manuela Veloso no maior banco americano, JP Morgan, e Pedro Domingos na Universidade de Washington. Três portugueses em lugares de topo nos EUA revelam o que estão a fazer acontecer.

São três portugueses considerados referências mundiais no tema do momento e que promete mudar a forma como vivemos: a inteligência artificial (IA). Fernando Pereira, 66 anos, é vice-presidente da Google; Manuela Veloso, 61, é uma investigadora diretora de IA no banco JP Morgan; e Pedro Domingos, 53, é professor na Universidade de Washington. Todos nasceram na zona de Lisboa (Fernando é de Queluz), estudaram no Instituto Superior Técnico e partiram para os EUA para estudar, investigar e desenvolver IA.

Filha de um engenheiro mecânico e de uma doméstica, Manuela Veloso cresceu rodeada de edifícios na Lisboa do final dos anos 60, entre a Avenida de Roma e o Campo Pequeno. Desde cedo que a sua paixão era a matemática. Este verão iniciou uma aventura como responsável de IA do maior banco americano, JP Morgan, depois de quase 30 anos como professora e investigadora na Universidade Carnegie Mellon (CMU), em Pittsburgh, na Pensilvânia. E logo ela que nunca quis nada com tecnologia.

Leia mais em Diário de Notícias

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG