De Marielle a Bolsonaro, como política do país chegou ao Flamengo

Jair Bolsonaro e Sergio Moro com camisas do Flamengo em partida do clube contra o CSA, em Brasília

Clube se aproximou do presidente, ignorou ditadura e viu torcida lembrar preso político.

Três dias após o site The Intercept Brasil divulgar as primeiras mensagens atribuídas ao então juiz Sergio Moro (hoje ministro da Justiça) para o procurador Deltan Dallagnol e colocar em xeque sua condução do processo da Lava-Jato, Jair Bolsonaro (PSL) levou o seu ministro às tribunas do estádio Mané Garrincha, em Brasília, para assistir à partida entre CSA e Flamengo pela Copa do Brasil.

O evento rendeu foto nas redes sociais oficiais do clube com diretores do Flamengo ao lado de Moro e Bolsonaro, este com uma camisa rubro-negra autografada (o presidente é torcedor do Palmeiras e do Botafogo). A postagem recebeu críticas, elogios e colocou, mais uma vez, o time no meio do polarizado debate político brasileiro.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Relacionadas

Exclusivos