"Se os meus filhos fossem o próximo Picasso ou Cristiano Ronaldo seria apenas a cereja no topo do bolo"

Madonna com os filhos na sua festa de aniversário no ano passado: Lourdes, Rocco, David, Mercy, Esther

Madonna com os filhos na sua festa de aniversário no ano passado: Lourdes, Rocco, David, Mercy, Esther e Stella

  |  DR

Na última parte da entrevista à Vogue, Madonna fala muito dos filhos. O importante é que sejam capazes de amar o próximo: "Se forem o próximo Picasso ou Cristiano Ronaldo, isso seria apenas a cereja em cima do bolo".

O futuro dos filhos é uma questão que preocupa a cantora Madonna. É o que revela principalmente na última parte da entrevista que deu à revista Vogue, mostrando-se sempre muito focada sobre o que deseja deles: "O que lhes digo é que devem tornar-se seres humanos responsáveis, capazes de amar e de sentir compaixão. Não me importo com o caminho que seguem desde que tratem os outros com dignidade e respeito, independentemente da cor da pele, religião e género." São estas as principais características que deseja para os filhos, não deixando de dizer que se "eles se tornassem o próximo Picasso ou Cristiano Ronaldo, muito bem, mas isso seria apenas a cereja no topo do bolo."

Madonna não deixa de também de continuar a fazer revelações sobre a sua vida em Lisboa, mesmo que os filhos nunca deixem de estar na primeira linha das suas preocupações: "Já aprenderam a falar português com os outros colegas" e que "não foi preciso terem aulas". Não esconde que cada um dos filhos "tem sua própria personalidade" e que o mais "surpreendente é sua capacidade para superarem qualquer obstáculo, seja na música, na dança, no futebol e nos desportos em geral."

Leia mais em Diário de Notícias

Relacionadas

Exclusivos