Morna foi classificada Património Mundial

A decisão "será ratificada em dezembro", na Colômbia, "mas a nação já pode celebrar", anunciou o ministro da Cultura de Cabo Verde.

O género musical morna foi classificado como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO, anunciou o ministro da Cultura de Cabo Verde, Abraão Vicente, numa decisão que será ratificada em dezembro.

"Caros cabo-verdianos, tenho a sorte, a honra e o privilégio de vos comunicar que hoje o comité técnico dos peritos da UNESCO aprovou o dossiê da morna a Património da Humanidade", revelou Abraão Vicente, na noite de quinta-feira, na sua página pessoal no Facebook.

A cantora Lura já reagiu a esta distinção. "Parabéns Cabo Verde! Parabéns a todos os cabo-verdianos e cabo-verdianas em Cabo Verde e na diáspora, a todos os poetas, compositores, intérpretes, músicos (tocadores), produtores, emigrantes e amantes da Morna! Hoje os "Dez Grãozinhos de Terra" ganharam maior dimensão histórica.
A assinalar o dia deixo-vos um excerto do meu concerto na Fundação Calouste Gulbenkian em que cantei com Sara Tavares uma das mais belas Mornas de sempre: Beijo de Saudade escrita por Francisco Xavier da Cruz (B.Leza ou Beléza)", escreveu a cantora cabo-verdiana.

Cabo Verde apresentou em março do ano passado a candidatura da morna a Património Imaterial da Humanidade, cuja decisão pública deverá ser conhecida entre 09 e 14 de dezembro, em Bogotá, Colômbia, durante a reunião do Comité do Património Cultural Imaterial da UNESCO.

O dossiê cabo-verdiano contou com colaboração do antropólogo Paulo Lima, especialista português na elaboração de processos de candidatura a Património Imaterial da Humanidade da UNESCO, como o fado, o cante alentejano e a arte chocalheira.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Exclusivos