Lucibela distinguida como artista revelação e melhor morna

Lucibela foi eleita artista revelação

Lucibela foi eleita artista revelação

  |  Divulgação

A cantora Lucibela foi a "Artista Revelação" da edição deste ano dos Prémios de Música de Cabo Verde (CVMA), tendo vencido também na categoria "Morna", com o tema "Laço Umbilical", que dá nome ao seu primeiro álbum.

Os premiados foram conhecidos na noite de sábado, numa cerimónia que decorreu na Assembleia Nacional de Cabo Verde, na cidade da Praia, que homenageou o cantor Dany Silva com a atribuição do "Prémio Carreira".

Lucibela venceu o prémio "Morna" e o galardão da "Melhor Coladeira" foi para Roy Job ft. Grace Évora, pela composição "Xtoria d'bo Manera".

Os CVMA 2019 distinguiram Nancy Vieira com o galardão "Música Tradicional" ("Bocas di Paiol"), tendo o prémio da Melhor Colaboração sido entregue a Loony Johnson ft. Zeca Nha Reinalda ("Homi Grandi").

O "Melhor Produtor" distinguido nesta edição foi Roy Job, por "A Dedication", enquanto Djodje ft. Olga venceu o "melhor Hip Hop/RnB", com "Cidade Perdida".

Na categoria "Afrobeat -- Afrohouse" foi novamente distinguido Loony Johnson ft. Zeca Nha Reinalda ("Homi Grandi"), tendo o prémio "Melhor Ritmo Internacional" sido entregue ao cantor Dino d'Santiago por "Como seria".

Djodje ft. Jimmy P ("A Fila Anda") venceu o prémio do "Melhor Kizomba", enquanto o "Melhor Funaná" seguiu para Tony Fika ("Nha Cutelo").

Elji Beatzkilla foi o "Melhor em Palco", enquanto Nancy Vieira foi considerada a "Melhor Intérprete Feminina". O prémio de "Melhor Intérprete Masculino" foi entregue a Mirri Lobo.

Com a categoria de "Álbum do Ano" foi distinguido Roy Job ("A Dedication") e o galardão da "Música Popular do Ano" foi para os Rapaz 100 Juiz ft. Calema ("Preparado").

O prémio do "Melhor Videoclip" foi para Loony Johnson ft. Zeca Nha Reinalda ("Homi Grandi").

Os Cabo Verde Music Awards (CVMA) realizam-se desde 2011, premiando todos os anos os melhores da música cabo-verdiana, em várias categorias.

As receitas de bilheteira da gala deste ano vão para o povo moçambicano, afetado pelo ciclone Idai.

Relacionadas

Exclusivos