Mais de 600 vozes de todo o mundo vêm cantar a Portugal

São mais de 30 grupos corais de 50 países que vêm a Portugal para o primeiro Festival Internacional do género, com atuações programadas para salas como o Coliseu de Lisboa ou o Casino Estoril.

O Coliseu dos Recreios, em Lisboa, vai ser o palco, no próximo domingo à noite, da cerimónia de abertura de um evento inédito em Portugal: o Festival Internacional de Grupos Corais. "Mais de 600 vozes oriundas de 50 países vão estar em Portugal", sublinhou esta quarta-feira, com indisfarçável orgulho, a empresária chinesa Emily Vong, presidente da Fundação Internacional de Música Coral, que organiza o evento.

Emily Wong, residente na capital portuguesa há muitos anos, apresentou o evento no Palacete dos Condes de Monte Real, em Lisboa, edifício centenário que reabilitou e onde instalou a sede da Fundação (que já esteve sedeada em Macau e em Chicago, nos Estados Unidos).

"A música coral é a mais poderosa. Não tem religião nem política. É a experiência de transmitirmos amor e de cantarmos com harmonia", afirmou Emily Vong na apresentação do Festival.

A organizadora destacou, entre os vários concertos que constam do programa, o espetáculo de gala "Vozes Coloridas", protagonizado pelas "100 melhores vozes de crianças de vários países como Indonésia, China, Israel e Portugal, membros de seis coros infantis internacionais". Esse concerto acontecerá no Salão Preto e Prata do Casino Estoril na segunda-feira, dia 29, às 21.00. As "vozes bonitas" que vão representar Portugal são as do Coro Infantil da Universidade de Lisboa. É um "Encontro de Vozes para um Mundo Melhor", como refere Emily Wong. "Cantar pela paz é o nosso objetivo".

Outra particularidade da Gala "Vozes Coloridas" é que "cada maestro ensinou outros coros a cantarem canções do seu país. Vamos, por isso, ter mais de 100 crianças a cantar juntas canções de vários países".

Outros palcos para o evento serão a Igreja de São Roque e a Basílica de Nossa Senhora dos Mártires, em Lisboa, a Praça do Município, em Cascais, o Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, o Centro Cultural de Cascais e a Praça do Município, em Lisboa.

É também a primeira vez que o Coro Internacional da Juventude visita Portugal com a presença de 60 membros vindos de mais de 40 países. Esse coro irá celebrar o 30º aniversário durante o Festival e dará um concerto de gala no próximo dia 30 (terça-feira), no Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa.

A Fundação presidida por Emily Vong apoia mais de 10.000 cantores de grupos corais de todo o mundo.

Temos um programa especial de desenvolvimento da educação musical na China e apoiamos também a educação musical em países africanos

Organiza, de dois em dois anos, a Conferência Internacional de Vozes e Canções Folk, na China, e, de três em três anos, o Simpósio Coral - que em 2020 acontecerá na Nova Zelândia, como referiu a empresária.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Exclusivos