Escritora do Sultanato de Omã vence prêmio Man Booker International

A autora, Jokha Alharthi, a capa da edição inglesa da obra e a sua tradutora, Marilyn Booth

A autora, Jokha Alharthi, a capa da edição inglesa da obra e a sua tradutora, Marilyn Booth

  |  D.R.

A escritora Jokha Alharthido, do Sultanato de Omã, ganhou nesta terça-feira o prêmio literário Man Booker International em Londres, que premia uma obra traduzida para o inglês, por "Celestial Bodies" (Corpos Celestes, em tradução livre), um romance classificado como "sutil", "lírico" e "profundo" pelo júri.

Pela primeira vez desde sua criação em 2005, o Man Booker International premia uma autora do Golfo Pérsico. Ela é também a primeira romancista do Sultanato a ser traduzida para o inglês.

Leia mais em ISTOÉ

Relacionadas

Exclusivos