Obra de arte feita a partir de algoritmos é arrematada por US$ 432,5 mil em Nova York

A pintura "Portrait of Edmond Belamy"

A pintura "Portrait of Edmond Belamy"

  |  D.R.

Valor atingido por "Portrait of Edmond Belamy" foi muito superior ao inicialmente esperado.

A casa de leilão Christie's vendeu, em Nova York, a primeira obra criada com inteligência artificial de sua história. Feita a partir de algoritmos, a tela "Portrait of Edmond Belamy" (retrato de Edmond Belamy, em português), foi arrematada por US$ 432,5 mil dólares, -cerca de R$ 1,6 milhões- na última quinta-feira (25). O montante obtido foi muito superior à expectativa inicial, de no máximo US$ 10 mil. O comprador arrematou a obra por telefone.

"Portrait of Edmond Belamy" foi criado por um coletivo francês chamado Obvious, formado por três estudantes de 25 anos. Faz parte de uma coleção batizada "La Famille Belamy", e retrata um homem jovem através de uma imagem em baixa definição. O canto inferior direito do quadro mostra a fórmula matemática que gerou o resultado.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG