Quadro de Monet arrematado por valores recorde em Nova Iorque

Quadro da série "Meules" de Claude Monet

A pintura, da série "Meules" é um dos dez preços mais altos de sempre em leilões de arte.

Uma pintura da série "Meules" da autoria do pintor francês Claude Monet foi leiloada, esta terça-feira, pela Sotheby's de Nova Iorque, por 110,7 milhões de dólares norte-americanos.

O valor é um recorde para o artista francês e um dos dez preços mais altos já registados num leilão de arte.

O quadro de Monet, datado de 1890, talvez a pintura mais reverenciada da sua série, tornou-se, desta forma, o grande destaque da obra do pintor francês.

"Meules" retrata "estruturas cónicas gigantescas", compostas por trigo, empilhadas de maneira a permitir que os caules sequem e evitem o mofo, explicou a Sotheby's numa análise à obra.

Outros artistas também estiveram a leilão na Sotheby's tais como Pierre Bonnard, Edouard Manet, Camille Pissarro, Pierre-August Renoir, Paul Signac, Alfred Sisley e Edouard Vuillard, todos eles referências do movimento impressionista francês do século XIX.

Relacionadas

Exclusivos