Fotojornalistas portugueses radicados em Macau vencem prémios em Portugal

Eduardo Leal e Gonçalo Lobo Pinheiro, dois profissionais radicados na RAEM, arrecadaram menções honrosas no prémio de fotojornalismo Estação Imagem.

O resultado do prémio português de fotojornalismo Estação Imagem foi divulgado ontem e, entre os premiados, há dois fotojornalistas portugueses radicados em Macau, Eduardo Leal e Gonçalo Lobo Pinheiro.

Gonçalo Lobo Pinheiro, que pertence à equipa da Plataforma Media, arrecadou a menção honrosa na categoria de Fotografia do Ano com a fotografia "Esperança e Crença", um retrato de uma emigrante indonésia muçulmana que vive e trabalha em condições precárias em Macau, imagem que faz parte do ensaio "Multibillion-dolar Macau: a city of glitz and grit" , publicado em outubro do ano passado no jornal britânico The Guardian.

"Estou muito contente com esta distinção principalmente por duas razões essenciais: porque mostro ao mundo que Macau, apesar de ser terra de oportunidades, está cada vez mais a tornar-se num lugar de muitos contrastes, principalmente no que diz respeito a ricos e pobres", referiu ao Plataforma Media Gonçalo Lobo Pinheiro que acrescentou: "Ter conquistado esta menção em Portugal torna ainda o prémio mais saboroso. Saí do meu país em 2010 para viver muito longe. Fico tremendamente satisfeito por isto ter acontecido precisamente lá."

Para Eduardo Leal, o facto de o prémio ter sido dado em Portugal também é importante, "principalmente por nunca ter trabalhado em Portugal". "É muito bom receber reconhecimento no meu país pelo trabalho efectuado."

A reportagem laureada - "Dentro do ringue" - versa sobre mulheres a lutar Muay Thai num ringue na Tailândia. "É bom ter o trabalho reconhecido. É indicativo que estás a fazer um bom trabalho, o que te leva a continuar este longo caminho", referiu Eduardo Leal.

"O trabalho de um fotojornalista é, muitas vezes, muito solitário e isto acaba por ser uma injeção de moral e de valor às questões que me estou a focar", concluiu.

O Grande Prémio e a Fotografia do Ano foram ganhas pelo fotojornalista da Global Imagens Leonel da Castro. Os vencedores podem ser vistos no site da competição.

O júri foi composto por Stéphane Arnaud, editor-chefe de Fotografia Internacional da AFP; Darrin Zammit Lupi, fotógrafo colaborador da Reuters desde 1997; George Steinmetz, fotógrafo que trabalha para a National Geographic e a Geo; e Michael Kamber, diretor do Bronx Documentary Center.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Exclusivos