Início Mundo Coerção de Rubiales a Jenni Hermoso envolveu dirigentes, irmão e amiga

Coerção de Rubiales a Jenni Hermoso envolveu dirigentes, irmão e amiga

Na semana que passou, o Ministério Público da Espanha pediu dois anos e seis meses de prisão para Luis Rubiales, ex-presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

Meses atrás, o cartola renunciou ao cargo em decorrência da repercussão causada pelo beijo que deu na boca da meia Jennifer “Jenni” Hermoso, sem consentimento da camisa 10, durante a cerimônia de premiação da Copa do Mundo de 2023.A Espanha ganhou pela primeira vez o Mundial, disputado na Austrália e na Nova Zelândia, ao superar a Inglaterra na decisão.

Ao tratar do assunto, o diário catalão AS esmiuçou o relatório produzido pela Promotoria, e impressiona o número de tentativas feitas por Rubiales e aliados para tentar coagir Jenni a mudar sua versão e declarar que o beijo fora consensual.

A atleta de 33 anos, que joga pelo mexicano Tigres, passou por um período de forte pressão, com assédio constante e ameaças. Segundo o Ministério Público, após a entrega das medalhas na Copa, Rubiales pediu, por meio da diretora de futebol feminino da RFEF, que Jenni deixasse o vestiário para falar com ele.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!