Ministério Público quer líder dos Super Dragões na cadeia

Estas são as principais medidas de coação pedidas para os nove arguidos da operação que ainda se irão manter sob detenção até haver uma decisão do juiz de instrução criminal Pedro Miguel Vieira. Tudo indica que Madureira e outros suspeitos irão conhecer esta terça-feira as medidas de coação.

por Gonçalo Lopes

O MP quer ainda que Tiago Aguiar, funcionário do F. C. Porto, e António Moreira de Sá respondam por ofensas à integridade qualificada no âmbito da lei do desporto e pede a proibição contactos entre ofendidos e arguidos.

Para Vítor Catão, conhecido adepto do F. C. Porto, o Ministério Público pede prisão domiciliária com vigilância eletrónica.

No caso de Sandra Madureira, mulher do líder dos Super Dragões, o MP não considera necessária uma medida restritiva da liberdade, porém, acredita que esta não teve um papel apenas secundário nas agressões que aconteceram durante a assembleia-geral do clube, pedindo a interdição do seu acesso a recintos desportivos.

Leia mais em Jornal de Notícias

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!