Início Manchete Jornada Mundial da Juventude custou 34 milhões à Igreja, mas deve dar lucro

Jornada Mundial da Juventude custou 34 milhões à Igreja, mas deve dar lucro

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) custou cerca de 34 milhões de euros à Igreja, embora as contas ainda não estejam totalmente encerradas. A expectativa é que no final venha a dar lucro, atendendo ao valor gasto nas inscrições dos milhares dee participantes.

“Vamos fechar as contas até ao dia 31 de dezembro mas o relatório da auditoria à contabilidade só deve estar concluído entre maio e junho do próximo ano”, disse ao JN o cardeal Américo Aguiar, presidente da Fundação JMJ e atualmente Bispo de Setúbal.

Quatro meses após o encontro que juntou em Lisboa, de 1 a 6 de agosto, um milhão e meio de jovens de todo o mundo com o Papa Francisco, segundo o jornal Observador, 90% das contas já estão concluídas. Nas despesas, 18 milhões de euros foram gastos só no que se refere aos kits peregrino e ao sistema de alimentação que lhe estava associado e quase sete milhões de euros foram gastos em transportes.

Leia mais em Jornal de Notícias

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!