Início Destaques Crianças e adolescentes aprendem a viver sozinhos em Cabo Delgado

Crianças e adolescentes aprendem a viver sozinhos em Cabo Delgado

Não há, para o cosmopolitismo de Maputo, nenhum longe mais distante do que Cabo Delgado. Extremo setentrional de Moçambique, é uma província há muito à mercê de fúrias diversas. Ali, onde já houvera combates na Primeira Guerra Mundial e alguns dos mais sangrentos recontros da Guerra Colonial. Ali, onde, em 2021, se abateu a fúria do ciclone Kenneth. Ali onde, desde 2017, ataques diários de grupos terroristas associados ao Daesh semeiam a morte e colocam as populações em fuga, tantas delas crianças ou adolescentes que se viram sozinhos no mundo. Estas são as suas histórias, incluindo as que os rostos contam melhor do que as palavras.

Pemba foi rainha. No tempo colonial, a capital de Cabo Delgado chamava-se Porto Amélia em homenagem à mulher de D. Carlos. A poucos quilómetros do centro da cidade, deixando a estrada de alcatrão, entramos no bairro de Mahate. Somos intercetados pelos sons das brincadeiras das crianças. Gritam e fogem em todas as direções no recreio da Escola Primária Completa de Mahate.

Leia mais em Jornal de Notícias

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!