Início Atualidade Países ricos aplicam taxas de juro predatórias aos pobres

Países ricos aplicam taxas de juro predatórias aos pobres

O secretário-geral da ONU denunciou este sábado “as taxas de juro predatórias” aplicadas pelos países ricos aos Estados pobres e a explosão dos preços da energia, durante a abertura da cimeira dos países menos desenvolvidos, que decorre em Doha.

António Guterres apelou aos países ricos para fornecerem cerca de 500 mil milhões de dólares (cerca de 470 milhões de euros) por ano para ajudar os países mais pobres do mundo, “presos em círculos viciosos que tornam o desenvolvimento difícil, se não impossível”.

“O desenvolvimento económico é difícil quando os países carecem de recursos, estão sobrecarregados com a dívida e ainda lutam com a injustiça histórica de uma resposta desigual à covid-19”, disse.

Os países mais pobres têm denunciado repetidamente a distribuição injusta de vacinas, que estão concentradas na Europa e na América do Norte.

Leia mais em Diário de Notícias

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!