Início Destaques Samsung regista subida de 39,5% nos lucros líquidos em 2022

Samsung regista subida de 39,5% nos lucros líquidos em 2022

Lusa

A gigante tecnológica sul-coreana Samsung Electronics anunciou hoje uma subida de 39,5% no lucro líquido em 2022 para 55,65 biliões de won (41,6 mil milhões de euros), graças a uma recuperação no último trimestre.

As receitas de vendas da empresa aumentaram 8,1% para 302,2 biliões de won (226,1 mil milhões de euros), apesar dos ganhos operacionais terem caído 16% para 43,4 biliões de won (32,4 mil milhões de euros).

A Samsung, com sede em Suwon, a sul de Seul, registou uma subida de 120%, em termos anuais, no lucro líquido durante o último trimestre de 2022, embora os ganhos operacionais tenham decrescido 70%.

Segundo o relatório financeiro, o negócio de ‘chips’ de memória da Samsung foi particularmente afetado pela queda nas vendas de circuitos integrados e um excesso de oferta que levou a uma descida dos preços.

A gigante tecnológica obteve ganhos operacionais de 202 milhões de euros neste setor nos últimos três meses de 2022, uma queda de 96,9% em relação ao ano anterior.

As vendas da maior fabricante mundial de ‘chips’ de memória e de telemóveis foram de pouco mais de 70 biliões de won (cerca de 52 mil milhões de euros) entre outubro e dezembro.

Na área dos telemóveis, a Samsung registou vendas de 26,9 biliões de won (20,2 mil milhões de euros) e 1,7 biliões de won (1,3 mil milhões de euros) em ganhos operacionais no quarto trimestre.

Em 06 de janeiro, a Samsung tinha anunciado esperar uma queda de 69%, em termos anuais, nos ganhos operacionais no quarto trimestre de 2022, assim como uma diminuição de 8,6% nas receitas de vendas.

A Samsung justificou o pessimismo com a queda dos preços dos ‘chips’ de memória e da redução da procura de dispositivos, devido ao abrandamento económico, e disse esperar que a crescente inflação global reduza a procura de produtos tais como televisores e telemóveis.

A gigante sul-coreana prosperou durante os dois primeiros anos da pandemia graças à forte procura por computadores pessoais, televisões e ‘chips’ que alimentam servidores de computador, enquanto o vírus forçava milhões de pessoas a trabalhar a partir de casa.

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!