Início Notícias Espanhola é a mais velha do mundo

Espanhola é a mais velha do mundo

Com a morte da Irmã André, a catalã terá assumido o título de forma automática, segundo os registos do Gerontology Research Group (GRG), a fonte usada pelo Guinness World Records.

Branyas, que vive há mais de 20 anos na Residência Santa Maria del Tura, em Olot, na Catalunha, nasceu a 4 de Março de 1907, em São Francisco, nos Estados Unidos, para onde o seu pai, que era jornalista, se deslocou em trabalho, conta a televisão local catalã, CCMA.

A família terá regressado à Catalunha quando Maria tinha apenas 7 anos, em 1914, coincidindo com o brotar da Primeira Guerra Mundial. Na verdade, a mulher passou também pela Segunda Guerra Mundial e pela Guerra Civil Espanhola, tornando-se a pessoa mais velha a sobreviver à Covid-19, em 2020, quando tinha 113 anos.

Nessa altura, contou à TV3 que estava “bem”, apesar dos “pequenos desconfortos que todos podem ter”.

Maria casou-se em 1931 com Joan Moret, um médico de Llagostera, em Gironès. O casal teve três filhos e tem hoje 11 netos e 13 bisnetos.

Recorde-se que Lucile Randon era, desde Abril de 2022, a decana da humanidade, sendo, até ao momento, a pessoa viva mais velha cujo registo foi verificado.

Leia mais em Jornal de Angola

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!