Número de visitantes em Macau desce 54,3% em novembro - Plataforma Media

Número de visitantes em Macau desce 54,3% em novembro

O número de visitantes em Macau desceu 54,3%, em novembro, em termos anuais, e 36,8% em relação a outubro, devido ao agravamento da pandemia da covid-19 na China, foi hoje anunciado.

O território recebeu 366.511 visitantes em novembro, com a maioria (320.267) a chegar da China continental, mas menos 56,8% em termos anuais, indicou a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), em comunicado.

O número de turistas (196.279) e o de excursionistas (170.232) baixaram 31,7% e 66,9%, respetivamente, em termos anuais, indicou.

O período médio de permanência dos visitantes foi de 1,9 dias, mais 0,6 dias, em termos anuais.

Nos primeiros 11 meses deste ano, entraram em Macau 5.310.949 visitantes, menos 22,9%, face ao período homólogo de 2021, acrescentou.

Desde o início da pandemia, Macau, que seguiu até recentemente a política chinesa de ‘zero covid’, registou uma queda do número de visitantes, com grande impacto na atividade económica do território, na sequência de vários surtos no território e no continente e da imposição de medidas de prevenção e controlo da doença.

As seis operadoras de casinos na região, MGM, Galaxy, Venetian Macau, Melco, Wynn e SJM, com as concessões do jogo já renovadas para mais dez anos, têm acumulado prejuízos sem precedentes devido à queda do número de visitantes, sobretudo da China.

O jogo representa cerca de 80% das receitas do Governo e 55,5% do Produto Interno Bruto (PIB) de Macau, numa indústria que dá trabalho a mais de 80 mil pessoas, ou seja, a 17,23% da população empregada.

Em 2019, a região administrativa especial chinesa, único lugar na China onde o jogo em casino é legal, recebeu mais de 39,4 de milhões de visitantes.

Related posts
ChinaEconomia

Hotéis de Macau fecham ano com segunda pior taxa de ocupação de sempre

ChinaEconomia

Ano Novo Chinês: mais do que esperado

EconomiaMacau

Taxa de ocupação hoteleira em Macau desce para 38,7% em novembro

ChinaEconomia

Governo de Macau reservou 650 milhões de patacas para atrair mais visitantes

Assine nossa Newsletter