Kiev rejeita acusações "injustas" da Amnistia sobre perigos infligidos a civis - Plataforma Media

Kiev rejeita acusações “injustas” da Amnistia sobre perigos infligidos a civis

O chefe da diplomacia ucraniana, Dmytro Kuleba, afirmou esta quinta-feira estar “indignado” com as acusações “injustas” avançadas pela Amnistia Internacional, que denunciou, esta quinta-feira, que as forças de Kiev também puseram civis em perigo no conflito em curso com Moscovo.

“Estou indignado, como todos, com o relatório da Amnistia Internacional. Considero-o injusto”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, num vídeo publicado na rede social Facebook.

Num relatório esta quinta-feira conhecido, a Amnistia Internacional (AI) alertou que as forças ucranianas põem em perigo a população civil quando estabelecem bases militares em zonas residenciais e lançam ataques a partir de áreas habitadas por civis.

Leia mais em Diário de Notícias

Assine nossa Newsletter